ÚLT POSTS

PUBLICIDADE


Photo: Wallflower Journal


Não é mais segredo pra ninguém que eu comecei escrevendo poesia, e uma das coisas que me travou quando comecei a escrever foi não saber como funciona o meu processo criativo. Cada pessoa é de um jeito e por mais que a gente ache a rotina do outro muito legal, talvez essa rotina não se encaixe a gente.

Há pessoas que conseguem escrever várias linhas todos os dias com um papel e uma caneta, mas também há pessoas como eu que não funcionam com esse método. Apesar de amar e ter um diário, eu consigo desenvolver mais a minha escrita de forma digital com o meu computador. 
Admiro muito as pessoas que tem aquela rotina todos os dias, aquele horário certinho, mas isso não é pra mim.

Há 6 coisas que eu faço que me ajudam imensamente, eu não tenho um horário fixo para escrever, mas criei a minha própria rotina.


1 - Eu tenho uma playlist de escrita que eu achei no spotify e essa playlist é de música clássica. 


2 - Sempre coloco elementos ao meu redor que me dão inspiração, como uma xícara quentinha de chá ou café, velas e flores.


3 - Minha iluminação é um pouco diferente das demais. Eu geralmente preciso escrever em um ambiente escuro, não totalmente escuro, mas eu fecho as cortinas quando começo escrever. Se for a noite, eu acendo algumas velas pra deixar o ambiente bem aconchegante. 


4 - Apesar de ter elementos ao meu lado que me dão inspiração, eu preciso de um espaço mega arrumado, se minha casa estiver bagunçada, eu não consigo soltar uma única palavra.


5 - Sempre tenho livros ao meu redor. Olhar para todas aquelas páginas mesmo que eu não escreva nada relacionado ao que está nos livros me da muita inspiração.


6 - Eu tenho um quadro dos sonhos e sempre coloco nele fotos de lugares que eu quero conhecer e isso também faz com que as minhas ideias fluam bastante.


7 - Eu não me forço a escrever. É claro que eu tento fazer disso um hábito, mas não me forço a fazer algo simplesmente pelo simples fato de que eu tenho que ter aquilo como a minha obrigação. Eu escrevo porque eu amo, porque me dá prazer.


Quando eu comecei a escrever eu achava que não tinha talento, achava que jamais saberia como escrever uma poesia de 4 linhas, mas isso vem com a prática, ninguém nasce sabendo nada, a gente aprende e se aperfeiçoa ao decorrer da vida com muita dedicação. E a forma que eu encontrei pra conseguir me dedicar foi essa.
Como que é a rotina de vocês?

Um beijo!

COMPARTILHE

Comente pelo Facebook!

2 Comentários

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *